Palavra do Especialista - Média potência para um alto desempenho

01/10/2013

O momento de discussão entre ter ou não ter usinas hidrelétricas com reservatórios e sabendo que a disponibilidade do potencial hidrelétrico pode estar em baixa queda com grandes vazões, não recomenda cruzar os braços e aguardar o que vai acontecer. Possuímos uma larga experiência em turbinas hidráulicas e estamos presentes nas grandes e pequenas hidrelétricas com nossas tecnologias. Entretanto, a dinâmica do mercado nos despertou para uma gama de usinas que poderiam ser projetadas sob outro conceito de tecnologia. São as usinas hidrelétricas até 100MW de potência total e quedas d’água de até 40 metros. São usinas, inicialmente dentro desta gama, que a Alstom traz para o mercado a solução com turbinas Kaplan horizontal.

Desde os anos 90 a Alstom vem incentivando e adotando a solução com turbinas Kaplan horizontal, também conhecida como turbina Kaplan “S”. Com o suporte do nosso laboratório de hidráulica situado na cidade de Grenoble, na França, a Alstom desenvolveu uma gama de turbinas “S” padronizadas que agora vai trazer solução às usinas de média potência, com aplicação de turbinas tipo Kaplan “S”, de potência unitária de até 25.000 kW e queda bruta de até 40 metros.

A Alstom acredita que usinas hidrelétricas de até 100.000 kW de potência total poderão ser projetadas com até quatro unidades geradoras de eixo horizontal, proporcionando ao investidor uma solução mais econômica, mais flexível e confiável na operação, mais simples na manutenção, além de ser uma solução técnica ideal para usinas a fio d´agua.

Além desse avanço em um range padronizado, podemos customizar uma solução específica para as UHEs também com turbinas Kaplan Horizontal tipo S, como projetado recentemente para uma UHE na Turquia, onde serão instaladas 2 unidades geradoras tipo Sam (Kaplan horizontal) com potência unitária de 34,5 MW e vazão turbinada de 100 m3/s. Uma revolução tecnológica que vem para quebrar um paradigma no mercado de concepção de usinas hidrelétricas.

Com mais essa solução técnica amparada com o suporte do laboratório de hidráulica de turbinas Kaplan que será inaugurado neste ano de 2013 em sua fábrica de Taubaté (SP), a Alstom coloca à disposição do mercado brasileiro mais uma ação de vanguarda tecnológica.

Artigo escrito por Roberto Miranda, Diretor de Desenvolvimento de Negócios da Alstom Brasil.