Primeiro semestre de 2013/14 da Alstom

06/11/2013

Rentabilidade estável

Fluxo de caixa impactado pelos perfis dos projetos e os adiantamentos

  • Aceleração de um ambicioso programa de economia de custos
  • Aumento da mobilidade estratégica, graças à venda de ativos
  • Orientação mantida

Entre 1o de abril e 30 de setembro de 2013, a Alstom registrou 9.4 bilhões de Euros em pedidos, o que corresponde a uma diminuição de 22% em relação ao primeiro semestre do ano passado. O índice book-to-bill, próximo de 1, se beneficiou de um bom fluxo de pedidos de pequeno e médio porte, apesar de o mercado de grandes contratos ter sido menos ativo. Durante o mesmo período, as vendas tiveram um aumento orgânico de 4%, atingindo a cifra de 9.7 bilhões de euros, graças ao crescimento alcançado no segundo trimestre. O resultado proveniente das operações e a margem operacional se estabilizaram em torno de, respectivamente, 700 milhões de Euros e 7.1%. O resultado líquido fechou em 375 milhões de euros, enquanto o fluxo de caixa, de (511) milhões de euros, foi principalmente impactado pelo perfil de fluxo de caixa desfavorável de alguns contratos em fase de execução durante o período, e pelo montante limitado de adiantamentos recebidos no período, em função do nível e do mix de pedidos recebidos.

"Em mercados ainda contrastantes, nossa atividade comercial no primeiro semestre foi sustentada por um bom fluxo de pedidos de pequeno e médio porte, mas sofreu com a falta de grandes contratos, sobretudo no setor Thermal Power. Conforme esperado, as vendas tiveram uma recuperação no segundo trimestre, o que gerou um crescimento orgânico de 4% no primeiro semestre. A margem operacional permaneceu estável, graças a um controle rigoroso de custos e uma boa execução dos contratos. Atuamos ativamente em licitações e estamos esperando que o nível de pedidos se fortaleça até o final do ano, o que deve permitir uma recuperação do fluxo de caixa durante o segundo semestre. Olhando para o futuro, mantêm-se indicações de resultado divulgadas quando do encerramento do ano fiscal 2012/13. No atual ambiente de baixo crescimento, precisamos fortalecer ainda mais a nossa competitividade; estamos acelerando nosso plano de melhoria de desempenho e esperamos realizar economias da ordem de 1.5 bilhão de euros até abril de 2016. Queremos reconquistar a mobilidade estratégica e lançamos um programa de venda de ativos que visa a gerar um ganho de 1 a 2 bilhões de euros, através da venda de uma participação minoritária no setor Transporte e a venda de ativos não-estratégicos", informou Patrick Kron, CEO & Presidente Mundial da Alstom.

Documento