A Alstom retoma o foco no transporte ferroviário com posições sólidas de liderança

A Alstom fechou a venda de suas atividades de energia (geração e transmissão de energia elétrica) para a General Electric por uma quantia de aproximadamente €12,4 bilhões[1]. Consequentemente, a Alstom, neste momento, foca totalmente no transporte ferroviário.

Os rendimentos da transação são utilizados para aquisição das atividades de sinalização da GE por uma quantia de aproximadamente €700 milhões e reinvestimento em 3 Joint Ventures com a General Electric (nos campos de transmissão de energia elétrica, energia renovável, termelétrica e nuclear na França) por uma quantia de aproximadamente €2,4 bilhões. Como anunciado anteriormente, parte dos fundos - na faixa de €3,2 a €3,7 bilhões - devem retornar aos acionistas. A diretoria, que se reúne no dia 4 de novembro de 2015, apresentará o lançamento de uma oferta pública de retrovenda (OPRA) seguida de uma redução de capital por meio de cancelamento de ações. Essa operação estará sujeita à aprovação dos acionistas em uma Assembleia Geral que será convocada antes do final do ano. Após a finalização total da transação, a Alstom sofrerá uma redução no nível de endividamento e apresentará um balanço sólido.

A Alstom se beneficia de um mercado estável com fatores sólidos de crescimento. Graças à sua presença em todos os continentes, sua linha completa de soluções e inovação constante, ela mantém posições de liderança em trens, serviços, sistemas e sinalização, reforçada neste momento pela aquisição da GE Signalling. Esta atividade, que representa 1.200 funcionários, abre o mercado de sinalização de carga para a Alstom e também fortalece sua presença na América do Norte.

A Alstom tem um número de pedidos recorde, o que garante uma visibilidade de longo prazo. Ela recebeu contratos recentes significativos, como para os metrôs de Sydney, Kochi, Riyadh, Paris; soluções de sinalização para a grande Toronto e Dinamarca; sistemas de VLT para Rio de Janeiro, Lusail e Sydney, além de trens suburbanos para a África do Sul, sendo que a maioria desses projetos estão associados com contratos de manutenção de longo prazo.

“Hoje é um grande marco na história da Alstom. Nós firmamos um acordo com a General Electric em que todos saem ganhando, que protege os interesses dos funcionários e clientes nas atividades de energia e que reforça a posição da Alstom no mercado de transportes. A Alstom, atualmente, mantém posições de liderança em um mercado ferroviário que cresce globalmente e terá uma base financeira sólida para suportar sua estratégia de crescimento. Essa empresa, totalmente focada em transporte, também se beneficia de uma equipe de gestão qualificada liderada por Henri Poupart-Lafarge e tenho confiança em sua capacidade de levar o Grupo em direção a sucessos futuros” declarou Patrick Kron, presidente e CEO da Alstom. 


[1] Incluindo €1,9 bilhões em capital nas atividades de energia transferidos para a GE, €0,4 bilhões do contrato comercial firmado em dezembro de 2014 e €0,.3 bilhões do ajuste de preço negativo anunciado em julho de 2015. 

 

 

Sobre a Alstom

Como promotora da mobilidade sustentável, a Alstom desenvolve e comercializa sistemas, equipamentos e serviços para o setor ferroviário. A Alstom administra a linha mais ampla de soluções do mercado – de trens de alta velocidade a metrôs e VLTs – e soluções associadas de manutenção, modernização, infraestrutura e sinalização. A Alstom é líder mundial em sistemas ferroviários integrados.

Ela registrou vendas de €6,2 bilhões e €10 bilhões em pedidos no ano fiscal 2014/15. Sediada na França, a Alstom está presente em mais de 60 países e emprega 32.000 pessoas atualmente.

 

Contatos:

Contatos com a imprensa 

Mariana Maciel – Tel (11) 3612-7074

mariana.maciel@alstom.com

Ana Paula Mattar – Tel (11) 3612-7079

ana.mattar@agenciaideal.com.br

 

Website www.alstom.com.br