Resultados da Alstom na primeira metade do exercício de 2015/16

  • Alto nível de pedidos e carteira sólida de pedidos
  • Aumento nas vendas e resultado operacional

Entre 1° de Abril e 30 de Setembro de 2015, a Alstom obteve fortes 3,9 bilhões de Euros de pedidos correspondentes a uma relação pedido-faturamento de 1.2. Durante o mesmo período, as vendas subiram 8% (4% organicamente), totalizando 3,3 bilhões de Euros. O lucro operacional (após os custos corporativos) aumentou para 167 milhões de Euros, 10% acima dos 152 milhões de Euros registrados no primeiro semestre do ano passado.

O lucro líquido das operações continuadas (ação do grupo) atingiu 18 milhões de Euros e o fluxo de caixa das operações continuadas (antes de impostos e pagamento do custo financeiro) foi em torno de zero. 

1 No contexto do projeto entre a Alstom e a General Electric, e em conformidade com o IFRS 5, atividades de Energia Térmica, Energia Renovável e GRID, bem como alguns custos corporativos, foram classificados como operações descontinuadas; eles, portanto, não estão incluídos nos pedidos, vendas, lucro operacional e EBIT e são relatados na linha "Lucro Líquido –Operações Descontinuadas – ação do Grupo”.

2 Antes dos impostos e retirada financeira.

“A Alstom obteve um desempenho comercial seguro em Transportes durante o primeiro semestre 2015/16 com 3,9 bilhões de Euros de pedidos, alimentado por contratos pequenos e de médio porte em todas as regiões. As vendas cresceram 8% e o lucro operacional aumentou em 10%. A nossa orientação anterior de médio prazo permanece inalterada", disse Patrick Kron, Presidente e CEO da Alstom.


Resultados H1 2015/16  

Alto nível de pedidos

A Alstom registrou 3,9 bilhões de Euros de pedidos no primeiro semestre de 2015/16, em comparação com 6,4 bilhões de Euros em relação ao mesmo período do ano passado, que incluiu um contrato de 4 bilhões de Euros na África do Sul. A relação pedido-faturamento manteve-se forte em 1.2. Grandes sucessos comerciais foram registrados em todas as regiões, incluindo a manutenção de locomotivas Kazakh, locomotivas no Azerbaijão, sistema de metrô no Panamá e metrô na Índia, trens regionais na França e na Argélia, bem como sistemas de sinalização em Hong Kong, Canadá e Suécia. 

O backlog totalizou 27,7 bilhões de Euros em 30 de Setembro de 2015, correspondente a mais de 4 anos de vendas.

 

Aumento de vendas e lucro operacional

No primeiro semestre de 2015/16, a Alstom registrou vendas de 3,3 bilhões de Euros, um aumento de 8% (4% organicamente), com um desempenho sólido na Europa e um crescimento contínuo nos países emergentes. Principais entregas na Europa incluíram trens regionais, suburbanos e de altíssima velocidade na França, trens suburbanos na Itália, contratos de manutenção no Reino Unido e na Suécia. O aumento de vendas nos países emergentes foi apoiado pela execução de contratos de metrô e VLTs na América Latina, bem como o aumento do contrato PRASA na África do Sul.

O resultado das operações (incluindo os custos corporativos) cresceu de 152 milhões de Euros para 167 milhões de Euros, o que representa um aumento de 10%, com uma margem operacional de 5,1%.

Impactado pelos custos de separação incorridos na estrutura da transação com a General Electric, as altas despesas financeiras transitórias, bem como custos específicos de baixas de ativos, o resultado líquido das operações continuadas (ação do Grupo) foi de 18 milhões de Euros no primeiro semestre de 2015/16.

 

Fluxo de caixa 1 de operações continuadas em torno de zero

O fluxo de caixa das operações continuadas (antes de impostos e pagamento do custo financeiro) totalizou (5) milhões de Euros no primeiro semestre 2015/16, em comparação com (85) milhões de Euros no primeiro semestre de 2014/15 e foi impactado pela aceleração de alguns projetos.

1 Antes dos impostos e pagamento do custo financeiro

 

O Grupo apresentou um caixa bruto em mãos de 1,8 bilhões de Euros no final de setembro de 2015 e uma linha de crédito totalmente não utilizada de 1,35 bilhões de Euros.

A dívida financeira líquida do Grupo aumentou para (4.803) milhões de Euros em 30 de setembro de 2015 contra (3.143) milhões de Euros em 31 de março de 2015, principalmente em decorrência do fluxo de caixa negativo ao longo do período.

O patrimônio líquido diminuiu ao longo do período, situando-se em 3.744 milhões de Euros em 30 de setembro 2015 em comparação com 4.224 milhões de Euros em 31 de Março de 2015.

 

Perspectiva

Como indicado anteriormente, a médio prazo, espera-se que as vendas cresçam mais de 5% ao ano organicamente e sua margem operacional deve melhorar gradualmente na faixa de 5-7%. Espera-se que o fluxo de caixa esteja em linha com o lucro líquido antes da contribuição das atividades de Energia, com eventual volatilidade em períodos curtos.

***

Governança

Com base na decisão anunciada pelo Sr. Patrick Kron de demitir-se das suas funções como Presidente e CEO, após o retorno aos acionistas de parte do produto da transação com a General Electric, o Conselho de Administração indicou sua intenção de manter as funções de Presidente e de CEO como combinadas em um, e de confiar tais deveres ao Sr. Henri Poupart-Lafarge, atualmente Diretor e Vice-Presidente Executivo da Alstom, que já declarou que aceitaria tais funções.

Além disso, a Sra LalitaGupte e Katrina Landis indicaram sua intenção de se demitir das suas funções de Diretoras em 31 de Dezembro de 2015. O Conselho de Administração não planeja imediatamente acrescentar novos Diretores após essas demissões, em um esforço para reduzir o tamanho do Conselho de Administração.

 *

 

O relatório financeiro da metade do ano pode ser encontrado no website da Alstom no endereço www.alstom.com.

 

 

Sobre a Alstom

Como promotora da mobilidade sustentável, a Alstom desenvolve e comercializa sistemas, equipamentos e serviços para o setor ferroviário. A Alstom administra a linha mais ampla de soluções do mercado – de trens de alta velocidade a metrôs e VLTs – e soluções associadas de manutenção, modernização, infraestrutura e sinalização. A Alstom é líder mundial em sistemas ferroviários integrados. Ela registrou vendas de €6,2 bilhões e €10 bilhões em pedidos no ano fiscal 2014/15. Sediada na França, a Alstom está presente em mais de 60 países e emprega 32.000 pessoas atualmente.

 

Contatos:

Contatos com a Imprensa

Mariana Maciel – Tel. 11 3612-7074

mariana.maciel@alstom.com

 

Relações com Investidores  

Selma Bekhechi – Tel. + 33 1 57 06 95 39

Selma.Bekhechi@alstom.com

 

Este comunicado à imprensa contém declarações prospectivas baseadas nos planos e previsões atuais da direção da Alstom. Tais declarações prospectivas são relevantes ao escopo atual de atividade e estão, por natureza, sujeitas a vários fatores de risco e incertezas importantes (como aqueles descritos nos documentos feitos pela Alstom com a francesa AMF), que podem fazer com que os resultados reais sejam diferentes dos planos, objetivos e expectativas expressos em tais declarações prospectivas. Tais declarações prospectivas tratam apenas a partir da data em que foram feitas, e sobre a Alstom não recai nenhuma obrigação de atualizar ou revisar nenhuma delas, seja em consequência de novas informações, eventos futuros ou qualquer outro motivo.