Alstom no Brasil

Alstom no Brasil

58 anos de contribuição para o desenvolvimento do País
13 unidades instaladas e 1 em fase de construção
Faturamento 2013/14: R$ 3,1 bilhões
Mais de 5.500 funcionários (em maio/2014)

A Alstom é líder mundial nos mercados de transporte ferroviário, geração e transmissão de energia e é referência em tecnologias inovadoras que respeitam o meio ambiente.

A Alstom constrói os trens mais rápidos e os metrôs automatizados de maior capacidade do mundo, fornece usinas integradas para a geração de energia, serviços associados para diferentes fontes de energia - como hidráulica, gás, carvão, nuclear e eólica, e também desenvolve equipamentos em ultra-alta tensão, interconexões em corrente contínua, além do gerenciamento das redes elétricas e integração de fontes de energia renováveis à rede.

Geração de Energia: Soluções que permitem aos clientes gerar energia de forma confiável, competitiva e amigável ao meio ambiente

Pictographs Thermal PowerTem o portfólio mais completo da indústria de tecnologias térmicas – carvão, gás, petróleo e nuclear – e mantém a posição de liderança em projetos de usinas de energia turnkey, serviços de geração de energia e sistemas de controle da qualidade do ar.

Pictographs Renewable PowerOferece a gama mais abrangente de soluções de geração de energia renovável: energia hidrelétrica, eólica, geotérmica, biomassa e solar. Com a energia maremotriz, a Alstom é fornecedora líder em energia hidrelétrica, a maior fonte de energia renovável do planeta. Uma em cada quatro de lâmpadas do mundo é iluminada por tecnologias da Alstom.

Grid: demandas de energia atendidas por soluções avançadas de gestão de rede

Pictographs GridÉ líder mundial na fabricação de soluções de engenharia para aplicações em redes elétricas para concessionárias e indústrias. A Alstom Grid oferece soluções turney integradas e customizadas, como subestações de corrente alternada (CA) e contínua (CC), de voltagem média (MV) a ultra-voltagem (UHV). As soluções desenvolvidas pela Alstom Grid permitem a transmissão de eletricidade da forma mais eficiente possível e apoiam o desenvolvimento das chamadas Smart Grid e Supergrid.

Transporte: projetando fluidez

Pictographs TransportA forma de trabalhar da Alstom Transporte pode ser resumida em uma palavra: fluidez. Desenvolvemos soluções ferroviárias globais e sustentáveis adaptadas às necessidades de cada operadora e autoridades públicas que atende. Desde o material rodante até a sinalização, passando por infraestrutura, serviços e sistemas turnkey completos, a Alstom Transporte oferece a mais ampla gama de soluções em transporte ferroviário de alta tecnologia. 

Mensagem do Presidente

Marcos Costa“Nos setores em que atuamos, somos reconhecidos como líderes e queremos reforçar essa posição a cada dia” 

Com mais de 96.000 funcionários em 100 países, o Grupo Alstom é líder mundial em infraestrutura para geração e transmissão de energia e transporte ferroviário

A empresa constrói os trens mais rápidos e os metrôs automatizados de maior capacidade do mundo, fornece usinas integradas para a geração de energia, serviços associados para diferentes fontes de energia - como hidráulica, gás, carvão, nuclear e eólica, e também desenvolve equipamentos em ultra-alta tensão, interconexões em corrente contínua, além do gerenciamento das redes elétricas e integração de fontes de energia renováveis à rede.

No Brasil, participamos desenvolvimento da infraestrutura do País, contribuindo para o progresso social e respeitando o meio ambiente. Estamos na vanguarda do progresso econômico, social e ambiental e é por isso que nossos funcionários têm como missão projetar, produzir e oferecer tecnologias e soluções inovadoras que atendam às necessidades dos nossos clientes de um modo cada vez mais eficiente, social e ambientalmente responsável.

Aqui, você conhecerá nossos, produtos, soluções e projetos executados por uma equipe que trabalham diariamente com foco em contribuir para construção do futuro do País

Marcos Costa, Presidente da Alstom no Brasil

Nossas referências

No Setor Power, somos fornecedores de cerca de um terço dos equipamentos responsáveis pela geração de energia do país. Detalhando nossa participação por business, é possível destacar: em Wind, uma das áreas de maior crescimento dentre os projetos de infraestrutura da empresa, o destaque é para o fechamento de novos e representativos pedidos com clientes como a Renova Energia. Em Hydro, já fornecemos mais de 100 turbinas nos últimos 10 anos e, recentemente, inauguramos o primeiro Centro Global de Tecnologia da América Latina que apoiará o desenvolvimento da tecnologia Kaplan para usinas hidrelétricas de baixa queda. O Brasil responde por 45% do futuro mercado Kaplan mundial para novas centrais elétricas. Em Thermal Power, somos pioneiros em tecnologias de captura de carbono e contamos com o portfólio mais completo da indústria de tecnologias térmicas.

No setor Grid, estamos fornecendo equipamentos, supervisão de montagem e comissionamento, assim como a assistência no primeiro ano de operação comercial para a maior linha de transmissão do mundo (2.386 quilômetros), o chamado Linhão Madeira. Além disso, fizemos duas importantes aquisições: a Engeman e a Reason Tecnologia. A Engeman é referência nacional em serviços elétricos de média e alta tensão e a Reason Tecnologia é fornecedora de produtos de medição e rede de automação de subestação para clientes de transmissão e distribuição (T&D). Ambas complementam o portfólio existente e aumentam nossa competitividade.

No setor Transporte, fomos a primeira fabricante de sinalização ferroviária do Brasil. Atualmente, com a grande necessidade de mobilidade urbana e novos projetos privados sendo licitados no país, vemos uma grande retomada para o setor. Em 2013 entregamos carros para a CPTM (Linha 11 Expresso Leste), para Chennai (Índia), e para a SuperVia. Neste ano, forneceremos os primeiros 20 trens para o maior projeto da história da Alstom, para trens suburbanos na África do Sul. Além disso, estamos investindo em uma nova linha de produção dedicada a VLTs (Veículos Leve sobre Trilhos) em Taubaté, São Paulo. 

Responsabilidade Social

A força da diversidade

A Alstom está comprometida em encontrar e desenvolver o potencial das pessoas deste país.

Para nós, alcançar a equidade econômica é um imperativo de negócio. Para isso, garantimos a diversidade e buscamos contribuir para a redução das desigualdades econômicas por meio da criação de empregos e desenvolvimento da indústria.
 
O futuro começa agora

Pessoas, sustentabilidade e o meio ambiente estão no centro dos nossos negócios. Nós assumimos o compromisso de limitar o impacto de nossas atividades sob os recursos, promover o desenvolvimento sustentável e melhorar a vida das pessoas que entram em contato direto com o nosso negócio.

Em todos os lugares em que a Alstom está localizada, trabalhamos com as comunidades locais e colaboramos com parceiros locais em projetos de desenvolvimento sustentável com foco em tecnologias inovadoras, treinamento, criação de emprego e preservação ambiental.

Nossas iniciativas de responsabilidades social são guiadas por um entendimento de que as decisões que tomamos hoje, irão definir o amanhã.

Neste ano, a Alstom Foundation está apoiando dois projetos no Brasil:

  • Pedala Zezinho: O projeto incentiva crianças e jovens da periferia de São Paulo a utilizarem a bicicleta como meio de transporte, lazer e trabalho. Pedalar, além de ser uma prática saudável, não gera emissões de gases nocivos ao meio ambiente e pode ser fonte de renda, através da manutenção e conserto das mesmas, para os jovens em início de carreira. O Instituto Aromeiazero, responsável pelo projeto é uma associação sem fins lucrativos, qualificada com OSCIP, que desenvolve projetos socioeducativos e culturais que, por meio da bicicleta, gerem mais qualidade de vida para as pessoas.
  • Construindo sonhos: O Projeto da Fundação Odebrecht em parceria com a OSCIP “Companheiros do Dever” tem como objetivo formar adolescentes e jovens das cidades do Baixo Sul para serem agentes multiplicadores das melhores práticas construtivas em competências técnicas compatíveis com as demandas sustentáveis do segmento. Planejar o crescimento local de forma sustentável, identificando novas técnicas que permitam otimizar os recursos naturais existentes a fim de melhorar das condições de vida da população. 

Clique aqui para saber mais sobre as nossas iniciativas no Brasil.

      Para mais informações envie um e-mail para: responsabilidade.social@alstom.com

 

Educação para o trabalho

Iniciativas financiadas com recursos locais 

Projeto Pescar:  O Projeto Pescar é um Programa Social que atende jovens com idade entre 17 e 19 anos que vivem em situação de vulnerabilidade social, econômica, cultural. Baseado no provérbio chinês de Lao Tse: “Se quiseres matar a fome de alguém, dá-lhe o peixe, mas se quiseres que nunca mais passe fome, ensine-o a PESCAR”, o Projeto Pescar é uma oportunidade de qualificação pessoal e profissional dentro de empresas e organizações. O projeto conta com a importante contribuição de funcionários que de forma voluntária, colaboram com uma série de atividades para os alunos ao longo do curso. Na Alstom, cerca de 200 já foram beneficiados com o programa, com média de inclusão no mercado de trabalho superior a 95%. Ano: de 2004 a 2013 (Canoas) / desde 2008 (Itajubá). Parceiro: Fundação Projeto Pescar.

Escola Formare: A Escola Formare é um Programa Social instalado na unidade Taubaté que oferece curso profissionalizante para jovens entre 16 e 18 anos de Taubaté e região. O curso conta com a participação de Educadores Voluntários, funcionários da empresa que possuem os conhecimentos e experiências nas disciplinas ensinadas, que ajudam no desenvolvimento pessoal e profissional dos jovens com o intuito de prepara-los para o Mercado de trabalho. Desde o início da parceria, a escola já formou mais de 90 jovens, 34 deles contratados pela Alstom e os demais por empresas da região. Ano: desde 2008. Parceiro: Fundação Ioschpe. 

Projeto Guaporé: Idealizado pela IMMA, joint-venture entre Alstom e Bardella, para oferecer a pessoas da região de Porto Velho (RO), gratuitamente, oportunidade de formação em novas profissões do mercado industrial de metalurgia. Em cinco anos, o projeto capacitou mais de 700 participantes nas funções de caldeireiro, soldador, operador de pintura, operador de máquinas de usinagem e jateamento. Desse total, 450 pessoas foram contratadas pela IMMA. Ano: de 2008 a 2012. Parceiro: SENAI/Rondônia.

 

Meio Ambiente

Projetos realizados com apoio da Alstom Foundation 

Desenvolvimento Sustentável integrado: juventude, turismo e cidadania: Projeto que apoia o desenvolvimento do turismo sustentável em Nilo Peçanha, no Estado da Bahia. Por meio de iniciativas direcionadas aos jovens das comunidades locais, visa a contribuir para a conservação da diversidade biológica e cultural da região. Ano: 2012. 

Restauração Florestal na Mata Atlântica: Projeto voltado à recuperação de corredores ecológicos da Mata Atlântica nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. Também promove o fortalecimento do Pacto pela Restauração da Mata Atlântica, rede de entidades e empresas em prol da preservação desse importante bioma brasileiro, cuja meta é recuperar 15 milhões de hectares até o ano de 2050. Ano: desde 2009. Parceiro: Conservação Internacional. 

Sistema alternativo de tratamento de esgoto: Projeto para viabilizar a construção de sistemas de tratamento de esgoto no Vale do Paraíba, interior de São Paulo, a partir de tecnologia alternativa e de baixo custo. Ano: 2009 e 2010. Parceiros: Universidade de Taubaté (UNITAU), Rotary Club Taubaté Jacques Felix e prefeituras de Taubaté e Redenção da Serra. 

Eco-Escola EE Deputado Augusto do Amaral: Dedicado à educação ambiental, o projeto transformou uma escola da rede pública de ensino da cidade de São Paulo em modelo de escola sustentável. O trabalho englobou diversas atividades, tais como: oficinas práticas de intervenção nas instalações da unidade escolar e aulas teóricas voltadas a temas ambientais. Ano: 2009 e 2010.

 

Cultura

No momento não estamos selecionando projetos via leis de incentivo ou fundos de solidariedade. Acompanhe nossa página de responsabilidade social e fique por dentro dos próximos processos seletivos.

    Projetos apoiados por meio de incentivo fiscal da Lei Rouanet (cláusula 18)* 

Na Trilha da Energia: Patrocínio da série documental “Na Trilha da Energia”, voltada ao tema da energia elétrica no Brasil. Os cinco episódios em formato roadmovie compõem o itinerário da longa viagem de Luciano Gatti , que cruza o país para apresentar processos de geração, transmissão e distribuição de energia. Pelo caminho, ele responde às dúvidas da população sobre o tema e interage com pessoas ligadas a cada uma das etapas. Com direção e roteiro de Malu Tavares e Larissa Prado, o programa é uma produção do Canal Azul e será exibido pela TV Cultura em 2013, em episódios de 26 minutos.  


Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB): Por dois anos, a Alstom apoiou a Orquestra Sinfônica Brasileira na realização das séries Safira e Ônix, com apresentações na Sala São Paulo e no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. A OSB tornou-se pioneira no cenário da música nacional ao ser a primeira a realizar turnês, apresentações ao ar livre, concertos de formação de plateia e a excursionar pelo exterior. Ano: 2010 e 2012. 

Ophélie Gaillard et Pulcinella: Patrocínio da série de concertos de música barroca com a renomada violoncelista franco-suíça Ophélie Gaillard e o grupo francês Pulcinella por diversas cidades brasileiras. O projeto foi promovido pela Aliança Francesa e pelo Ministério da Cultura. Ano: 2012. 

Academia Jovem Concertante: Patrocínio da primeira turnê da Academia Jovem Concertante por sete cidades brasileiras. O projeto, idealizado pela pianista Simone Leitão, é formado por 21 jovens entre 16 e 26 anos, vindos de escolas de música e projetos de inclusão social. Promove oportunidade a jovens músicos de desenvolvimento na carreira musical por meio da experiência em um conjunto orquestral. Ano: 2012.  

Festival Itajubense de Cultura e Arte: Patrocínio da segunda edição do Festival Itajubense de Cultura e Arte (FICA), em Itajubá (MG). O evento, realizado pela Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), conta com a participação de artistas da região e do Brasil em atrações nas áreas de música, teatro, dança, performances artísticas e oficinas. Ano: 2012 

O trem, o vagão e a moça de luvas: Patrocínio da peça “O trem, o vagão e a moça de luvas”, em cartaz em São Paulo. Com direção de Renato Rocha e texto de Xico Abreu, traz no elenco Flávia Pyramo e Babú Santana para contar a história da solitária Ana e do esquisito Ernesto, que embarcam no mesmo vagão de um trem. Ano: 2012. 

Los Angeles Brazilian Film Festival (LABRFF): Patrocínio do festival de cinema brasileiro em Los Angeles, Califórnia (EUA). Criado em 2007, o LABRFF foi o primeiro evento dedicado ao cinema nacional na costa oeste dos Estados Unidos e dedica-se à exibição de filmes nacionais, assim como também ao desenvolvimento de relações entre produtores brasileiros e membros da indústria cinematográfica americana. Ano: 2012. 

Projeto Filhos do Vento: Patrocínio da produção do levantamento iconográfico do cotidiano da comunidade de Brotas de Macaúbas, na Chapada Diamantina, município escolhido para a instalação, pela Desenvix, do primeiro parque eólico do Estado da Bahia. Os resultados foram registrados no livro “Filhos do Vento”, que traz 90 fotografias em preto e branco produzidas pelo fotógrafo Fabio Cabral, e um catálogo de digigravuras da artista plástica Beth Kok. Ano: 2011. 

Rio Folle Journée: Criado por René Martin em 1995, o festival de música clássica Folle Journée estreou na cidade francesa de Nantes e é considerado um dos mais importantes da Europa. Caracteriza-se por espetáculos de curta duração com ingressos a preços populares. Anualmente, acontece em sua cidade natal e também em Bilbao (Espanha), Tóquio (Japão), Lisboa (Portugal) e, desde 2007, no Rio de Janeiro, onde recebeu o nome de Rio Folle Journée. Ano: de 2007 a 2010. 

Dr. Plástico: Patrocínio de apresentações da peça “Dr. Plástico: Batucando com os Polímeros” para alunos do ensino fundamental da rede pública no Estado de São Paulo. No espetáculo, produzido pela Cia. Tugudum, as crianças descobrem a importância de reciclar, reutilizar e reaproveitar o plástico de uma maneira divertida, por meio da música e do teatro. Ao todo, onze escolas participaram do projeto, totalizando mais de 4.500 espectadores. Ano: 2009. 

 Projetos apoiados por meio do Fundo para a Infância e  Adolescência (FIA)** 

Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (BA): Projeto realizado pela Fundação Odebrecht e apoiado por meio de incentivo fiscal do Fundo para a Infância e Adolescência (FIA). A Casa Familiar Rural oferece educação profissional aos jovens da zona rural do Baixo Sul da Bahia, estimulando a permanência dos participantes no campo e na agricultura familiar. O trabalho já resultou na formação de 116 pessoas e outras 136 estão em curso. Ano: 2012.  

Trilhando Caminhos: Projeto apoiado por meio de incentivo fiscal do Fundo para a Infância e Adolescência (FIA). O projeto Trilhando Caminhos promove ações socioeducativas para adolescentes do município de Tancredo Neves, no sul da Bahia, oferecendo aos participantes formação pessoal, social e profissional de maneira integrada. A iniciativa é parte do programa Tributo ao Futuro, da Fundação Odebrecht. Ano: 2011. 

* A Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei nº 8.313, de 23 de dezembro de 1991), também conhecida como Lei Rouanet, é uma lei de incentivo às empresas e pessoas físicas interessadas em financiar projetos culturais. Entre outros benefícios, permite deduções do imposto de renda de até 100% do valor investido nas iniciativas.

** Os Fundos de solidariedade para a Infância e Adolescência - FIA (Lei nº 8.069/1990), são órgãos técnicos que tem como função normatizar, implantar e executar as políticas de garantias de direitos das crianças e adolescente, e que tem como objetivo captar e aplicar recursos destinados às ações de atendimento à esse públicos. A principal fonte de recursos destes Fundos são destinações do Imposto de Renda.

Há quase 60 anos contribuindo para o desenvolvimento da infraestrutura do Brasil

1955: A Mecânica Pesada é fundada. 

1975: Fornecimento dos primeiros equipamentos para Itaipu, uma das maiores usinas hidrelétricas do mundo em termos de geração de energia.

1985: O Grupo GEC ALSTHOM adquire a Mecânica Pesada S.A, iniciando suas atividades no Brasil.

1986: Aquisição da SPRECHER & SCHUH.

1989: Incorporação das empresas MASA e Balteau.

1995: Início das atividades no setor de sinalização ferroviária com a compra de 60% das ações da CMW Equipamentos S.A. Os 40% restantes são comprados em março de 1997.

1996: Aquisição da AEG T&D.

1997: Compra das atividades e contratos da estatal Mafersa: início da produção local de trens. 

1999: Aquisição da ER Equipamentos Elétricos. Compra de 50% do segmento de geração da ABB com consequente criação de empresa ABB ALSTOM Power S.A. 

2000: Aquisição da Ansaldo Coemsa S.A., em Canoas (RS), para expansão dos setores de Transmissão e Distribuição e Energia.

2004: Venda das atividades de Transmissão e Distribuição à Areva.Conquista do prêmio da Revista Ferroviária pela divisão de Soluções em Informações como melhor criadora de tecnologia. 

2005: Comemoração, em julho, dos 50 anos de operações no Brasil.

2006 – 2009: Aquisição da Ritz High Voltage, VEI, Nokian Capacitors, Nxtphase, RB Watkins e Powermann.

2007: Inauguração, em setembro, do novo complexo comercial: a Unidade Bandeirantes que integra os setores de Energia e Transporte.

2008: Contrato para fornecimento de equipamentos para as usinas hidrelétricas do Rio Madeira. Turbinas bulbo do tipo fornecido para os projetos de Santo Antonio e Jirau serão as mais potentes produzidas pelo Grupo no Brasil.

  • Grande contrato de sinalização em São Paulo. O projeto prevê o fornecimento de um sistema automático sem maquinista para as linhas 1, 2 e 3 do Metrô de São Paulo.

2009: Assinatura do contrato para fornecimento da primeira linha de veículo leve sobre trilhos da América Latina, a ser instalada em Brasília. 

  • Proposta de aquisição da Areva T&D é feita pela Alstom e Schneider Electric.
  • Contrato para uma Corrente Direta de Alta Voltagem (HVDC) de dois pólos com IEMadeira para a maior linha de transmissão de energia do mundo, com comprimento total de 2.386 quilômetros.

2010: Inauguração de uma instalação hidráulica comum na região da Amazônia feita com a Bardella.

Conquista do primeiro contrato no mercado eólico brasileiro.

  • Aquisição da atividade de transmissão da Areva T&D, formando o setor Grid.

2011: Assinatura do contrato para fornecimento de equipamentos de energia para a usina de Belo Monte, terceira maior hidrelétrica do mundo, com capacidade planejada de 11.230 MW, no estado do Pará.

Inauguração da primeira fábrica de aerogeradores da companhia no Brasil e na América Latina.

2012: Lançamento da pedra fundamental do primeiro Centro Global de Tecnologia da América Latina em Taubaté. 

  • Anúncio da segunda unidade do setor eólico no Brasil (Canoas – RS) e segunda unidade de transporte metroferroviário em parceria com a SuperVia (Rio de Janeiro - RJ).

2013: Anúncio da maior parceria para o mercado eólico onshore do mundo, firmada com a Renova Energia. 

  • Aquisição da Engeman Serviços e Manutenção, uma referência nacional em serviços elétricos de média e alta tensão. 
  • Inauguração da segunda unidade do setor eólico no Brasil, em Canoas (RS), dedicada à produção de torres para aerogeradores.

2014: Aquisição da empresa brasileira Reason Tecnologia S.A. – fornecedora de produtos de medição e rede de automação de subestação para clientes de transmissão e distribuição (T&D), sediada em Florianópolis

  • Inauguração do primeiro Centro Global de Tecnologia da Alstom na América Latina. 
  • O Conselho de Administração da Alstom decidiu, por unanimidade, emitir uma recomendação positiva para a oferta da GE para a aquisição dos negócios de geração e transmissão de energia.

Alstom Brasil