Pular para o conteúdo principal

Follow us on

Follow us on

Follow us on

Pedidos e Vendas da Alstom em Q1 2020/21

Download as PDF
Press contact - Samuel Miller

Samuel Miller

Send an email

Tel: + 33 1 57 06 67 74

Investor relations

Julie Morel

Send an email

Tel: +33 6 67 61 88 58

Claire Lepelletier

Send an email

Tel: +33 (6) 76 64 33 06

  • Vendas de € 1,5 bilhão, impactadas pelas medidas de contenção da Covid-19
  • Nível sustentado de entrada de pedidos em € 1,7 bilhões, apesar da crise
  • Backlog líder no setor de € 41,2 bilhões
  • Resiliência ferroviária apoiada por anúncios recentes a favor da mobilidade sustentável

16 de julho de 2020 - Durante o primeiro trimestre do ano fiscal 2020/21 (de 1º de abril a 30 de junho de 2020), a Alstom registrou € 1,7 bilhão em pedidos, em comparação com € 1,6 bilhão no mesmo período do ano passado. As vendas do Grupo caíram para € 1,5 bilhão, uma queda de 27% (-25% em base orgânica), em comparação com € 2,1 bilhões no primeiro trimestre de 2019/20. O índice book-to-bill foi de 1,1.

Em € 41,2 bilhões em 30 de junho de 2020, o backlog atual fornece uma forte indicação de vendas futuras.

Principais números

Números reais

(em milhões de €)

2019/20

Q1

2020/21

Q1

% mudança

reportada

% mudança

orgânica

 

Pedidos recebidos

1.620

1.651

2%

2%

 

Vendas

2.054

1.507

(27%)

(25%)

 

Uma subdivisão geográfica e por produto dos pedidos e vendas registrados pode ser encontrada no Apêndice 1. Todos os números mencionados neste release não estão auditados.

"Durante o primeiro trimestre, o nível de vendas do Grupo foi impactado pelas consequências das medidas de contenção da Covid-19: embora tenhamos alcançado uma continuidade muito boa de nossa atividade de engenharia por meio do trabalho remoto, os bloqueios afetaram nossas instalações e cadeia de suprimentos. Ainda assim, a atividade comercial do Grupo permaneceu estável, apesar da crise. Anúncios de governos em todo o mundo em apoio ao transporte ferroviário mostram que o trem é mais do que nunca reconhecido como uma maneira de apoiar a transição para uma mobilidade mais sustentável," disse Henri Poupart-Lafarge, Chairman e CEO da Alstom.

***

Revisão Detalhada

Durante o primeiro trimestre de 2020/21, a Alstom registrou € 1.651 milhões em pedidos, comparado a € 1.620 milhões no primeiro trimestre de 2019/20. Essa entrada de pedidos sustentada, apesar da crise, foi alimentada principalmente por um grande pedido de Material Rodante e Serviços na AMECA e um pedido de sistema de metrô em Taipei, Taiwan. O Grupo também recebeu vários contratos de Serviços, por exemplo, no México, China, Estados Unidos e Grécia. Contratos de sinalização também foram registrados na Europa e nos Estados Unidos.

O índice book-to-bill foi de 1,1.

As vendas, em € 1.507 milhões, caíram 27% (-25% em base orgânica) no primeiro trimestre de 2020/21, em comparação com o mesmo período do ano passado. Essa redução é causada principalmente pelo impacto da crise da Covid-19, particularmente em Material Rodante, devido à desaceleração do reconhecimento de vendas durante o período de contenção, e em menor grau em Serviços, devido à redução do tráfego de trens, e Sinalização, devido a uma desaceleração em instalações. Além disso, conforme previsto para o ano fiscal 2020/21, as vendas de Sistemas diminuíram com contratos em fase de conclusão em Dubai, Riad e um contrato totalmente negociado no Panamá.

Em 16 de julho, as operações da Alstom estão próximas do nível normalizado. A cadeia de suprimentos está sendo retomada em linha com as operações de fabricação.

***

Principais eventos

Em 30 de junho, a Alstom avançou mais um passo na implementação de seu plano estratégico AiM (Alstom in Motion) na França com a aquisição da Ibre, empresa especializada no desenvolvimento, fabricação e fornecimento de discos de freio de ferro fundido ou aço. Com essa aquisição, a Alstom reforçará suas capacidades internas em termos de sistemas de freios ferroviários, essenciais para o desempenho dinâmico geral dos trens. A Ibre emprega cerca de 30 pessoas em sua unidade de Sens, na região de Bourgogne Franche-Comté, e faturou cerca de € 10 milhões em 2019.

O Ministério Federal da Economia da Alemanha concedeu à Alstom o "Innovation Prize for Regulatory Sandboxes", relacionado a um projeto de teste planejado para implementar a Operação Automática de Trens (ATO) na operação diária de passageiros de trens regionais. O projeto começará em 2021. Para este projeto, dois trens baseados na bem-sucedida plataforma Coradia Continental da Alstom serão equipados com um Sistema Europeu de Controle de Trens (ETCS) e equipamento ATO adicional.

Em maio de 2020, a primeira das locomotivas elétricas Prima T8 de 12.000 cavalos de potência foi colocada em serviço comercial pela Indian Railways. De acordo com o mandato Make-in-India, todas as 800 locomotivas Prima estão sendo fabricadas localmente.

Apesar da Covid-19, os dois primeiros protótipos do Avelia Liberty iniciaram seu programa de testes no Transport Technology Center, em Pueblo, Colorado, e ao longo do corredor nordeste. Em um contexto de restrições de viagem e apesar de estarem a mais de 8.000 km de distância, os especialistas da Alstom em Le Creusot (França) puderam participar dos testes. Sensores capturavam e transmitiam os resultados dos testes para Le Creusot em tempo real, permitindo que a equipe analisasse os resultados dos testes.

Assembleia de acionistas combinada em 8 de julho de 2020

A Assembleia de Acionistas Combinada da Alstom ocorreu a portas fechadas, e transmitida online, em 8 de julho de 2020. A Assembleia aprovou todas as deliberações propostas.

***
Atualização do processo de aquisição da Bombardier Transportation

A Alstom anunciou, em 17 de fevereiro de 2020, que assinou um Memorando de Entendimento com a Bombardier Inc. e a Caisse de dépôt et placement du Québec ("CDPQ") relacionado à aquisição da Bombardier Transportation.

Após a notificação da transação à Comissão Europeia em 11 de junho de 2020, a Alstom deu mais um passo da direção de fechar sua aquisição planejada da Bombardier Transportation. Em 9 de julho, a Alstom apresentou compromissos para responder às possíveis preocupações da Comissão.

O fechamento da aquisição da Bombardier Transportation continua encaminhado para o primeiro semestre de 2021.

*** Confirmação da perspectiva fornecida em 12 de maio de 2020

Em 2019/20, a Alstom implementou totalmente seu plano estratégico Alstom in Motion (AiM) para fornecer progressivamente receitas e crescimento de margem, em linha com os objetivos estabelecidos no contexto da AiM para 2022/23.

É provável que a crise da Covid-19 afete negativamente o desempenho financeiro do ano fiscal 2020/21, incluindo entrada de pedidos, lucro líquido, fluxo de caixa livre e vendas, embora hoje não seja possível avaliar com precisão esse impacto. Após a crise atual, o Grupo espera uma rápida recuperação do mercado ferroviário, sustentada por fortes fundamentos e pela crescente demanda por mobilidade sustentável.

Neste contexto, o objetivo de uma taxa de crescimento média anual de 5% no período de 2019/20 a 2022/23 deve ser ligeiramente impactado pela desaceleração temporária da atividade de licitação, mas os objetivos de 2022/23 de 9% de margem aEBIT e de uma conversão de lucro líquido para fluxo de caixa livre acima de 80% estão confirmados1.

Com uma forte posição de liquidez, uma capacidade demonstrada de oferecer execução e lucratividade e o rápido lançamento de um plano de mitigação de custos e caixa, o Grupo está confiante em sua capacidade de enfrentar a crise e de capturar oportunidades em um mercado ferroviário resiliente e contribuir para a transição para sistemas de transporte sustentáveis.